terça-feira, 18 de agosto de 2009

A Dor Da Indecisão


A Dor Da Indecisão

As indecisões são um dos piores inimigos do ser humano. Enquanto pensamos nelas, estamos a deixar de agir. E mais vale agir e arrepender da acção, do que a frustração de nunca ter agido. Quando sentimos medo e dor - temos sempre a opção de ter atitudes de retaliação ou de separação. A vontade de destruir a fonte de nosso medo e dor compete com a possibilidade de entender as causas, de fazer algo para o fato não se repetir.

- Nas vidas separadas; nos gestos esquecidos; nas pétalas guardadas; nas cenas vividas; na ânsia; nas viagens; no pecado - o poder dos limites; a diversidade de formas e as diferenças individuais nas mais variadas espécies, tudo sempre acompanhada da depressão cumprindo sua função. Economizando energia que gastamos rindo, sonhando… tentando esquecer um dia que considerávamos inesquecível; dispensando um dia indispensável e substituindo um dia insubstituível.

A cada hora, às vezes vemos, às vezes inventamos, às vezes apenas finjimos mas sempre, obrigando a nós mesmos a decidir fazer de vez ou desistir.

Somos forçados todos os dias por ânimo das circunstancias a decidir. Logo ao acordarmos decidimos com que roupa vamos sair, o que vamos comer de café da manhã, se vamos dar bom dia a todos ou se vamos ficar calados o percurso inteiro. Decidir. Só o som dessa palavra aterroriza muita gente, se há a indecisão é por que temos dúvidas, esta dúvida que nos consome, e medo de tomar a decisao errada? ou medo de nossas próprias fraquezas, o subconsciente avisando, olha você pode fracassar????

O fantasma da indecisão nos acompanha todos os dias, ele é o fantasma que conhece nossos gostos, nossos desejos, nossos sonhos, nossas esperanças e principalmente nossas certezas. Toda obra é fruto também de uma indecisão, qual material usar, em qual quantidade? Devo usar muito ou pouco? Qual a resistência? Todas essas são perguntas que o feitor se faz quando quer construir.

O problema ao decidir é que não existe um vencedor, é que nunca se ganha de fato quando se escolhe, escolher é "perder" sempre, é deixar de lado algo que possui inúmeras qualidades, por outro que você tenha esperança que tenha além das qualidades que o outro possuia, o novo tem bem mais ainda. Escolher é um ato de coragem.

O Ato de decidir te possibilita explorar e conhecer novas fronteiras, novos horizontes e, como você optou, vai poder agora se dedicar a construir e desenvolver um novo começo, o que convenhamos, é extremamente excitante! Ocorre que o momento de indecisão é complicado, você acha que é feliz demais com o que tem, no entanto outra coisa te perturba a mente, te faz questionar se a sua coisa primeira era tão boa assim como você pensava que fosse, e por incrível que pareça, essa coisa parece sentir que está sendo ameaçada, e de repente, começa a funcionar melhor. Começa a te dar alegrias... que na maioria das vezes são passageiras.

O Indeciso é sempre uma pessoa que sofre, sofre sempre entre o dever e o ser, não sabe se deve, não sabe se pode, se pode não deve, e muitas vezes quando bate a vontade DEVE! Mas não pode... é uma batalha.

Transportando isso para o terreno amoroso é um campo minado, ser indeciso é uma complicação ainda maior. Caso ou não caso? Separo ou não separo? Será que fiz bem vindo morar aqui com ele ou devia ter ficado lá na minha cidade? Compro ou não compro? Tolero ou não tolero? Por que será que eu não consigo largar tudo e fazer o que meu coração pede? Demito ou não demito? Processo ou não processo? Me entrego e enfrento, ou continuo a levar a minha vida normal? Mas é tão chata essa minha vida...

A indecisão é um mal hábito, você deseja e não deseja ao mesmo tempo... chega a pedir pra não querer o novo... enquanto você tenta se convencer de que aquilo que você já tem é mais completo, mais bonito e vai te fazer feliz... voce se esquece que de outra forma pode ser melhor, ou pelo menos diferente.

Decidir é como quem abre cartas em um baralho, escolhe-se uma e descarta-se o resto. É de bom tom assumir responsabilidade por suas escolhas, porém não é de bom tom permanecer por zelo, medo, ou outra coisa, no erro. Decidir significa caminhar por um caminho novo, que divide a pessoa por um tempo, mas que no futuro valerá a pena.

A indecisão é irmã gêmea do medo. Freud errou, não é o sexo que está no centro da vida psicológica e sim o MEDO. O medo petrifica, desestimula, desestabiliza, cansa antes da hora... e te faz optar pelo mais simples, mais fácil...pela covardia da acomodação... quando na verdade o que aparentemente seria mais complicado seria a decisão mais acertada e que fatalmente te faria feliz....mais ainda.

Muitos são os caminhos, qual seguir? eu escolho a porta estreita, que leva a varios obstaculos, onde um longo inverno se instala, mas com a certeza de que um dia chega a primavera, com as cores e o perfume das flores, e seu abraço terno me esperando, e o Sol então ira nos aquecer, e iluminar nosso caminho, pois a esta altura seguiremos juntos, rumo ao infinito...e nossos medos terão ficado para traz.

Desconheço a Autoria


13 comentários:

  1. tou com problemas, vim a este esta e ele está liindo, deu para preceber alguns aspectos da vida:)
    obrigada

    ResponderExcluir
  2. estou muito indecisa quanto a algumas coisas que tenho que fazer preciso de ajuda!

    ResponderExcluir
  3. Estava apaixonada por uma pessoa de outro País e agora sofro muito pela indecisão de ir pra la morar com ele ou ficar aqui solteira e já aos 40 anos de idade, me ajudem eu estava tão decidida há três semanas atrás, sofremos os dois o que eu faço?

    ResponderExcluir
  4. sofro muito com isso...como mudar me livar dessa indecição e desse medo, que atrapalham a minha vida?
    me ajude.
    grata,

    ResponderExcluir
  5. estou sofrendo muito, não consigo decidir mais nada na minha viam da, coisas simples passaram a ser dificeis. Não posso mais pedir ajuda para minha familia por que eles não aguentam mais o meu jeito, a terapia eu resolvi dar um tempo, não sei mais a quem recorrer. Esta muito dificil ser eu, esta cansativo de mais... por favor alguem me ajude, se alguem puder me dizer algo eu agredeceria muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A saída é ( Antes de decidir qualquer coisa em sua vida, sempre peça orientação a Deus), tenha certeza que sua vida vai mudar, é ele quem sabe o que é melhor para todos nós.

      Fica com Desus
      Selma

      Excluir
  6. Conheci uma mulher que, por medo de se separar, ter outra vida, ser feliz...tentar, mudar para novos ares, pois seu relacionamento já não bastava...deixava de realizar seus sonhos em prol do parceiro, da vida de "status" que levava, na qual era apenas um vazio em meio de tantas mentiras...Hoje está desgastada, sem ânimo, ilusões aqui, ilusões ali...mas ainda no mesmo patamar...mas um dia, espero, ela perceberá o que lhe faltava era coragem e amor próprio, infelizmente temos que passar por certas e muitas situações para realmente nos dar o devido valor. Valeu pelo texto...Massa!!!

    ResponderExcluir
  7. estou numa situação de indesicão..tenho um noivo q mora fora e começei a me relacionar com um rapaz tres meses..e enste tres meses este rapaz me decepcionou algumas vezes...e nao sei o q faço se dou uma chance pra um novo amor ou se fico nessa de esperar meu noivo se formar pra começar uma vida com ele..

    ResponderExcluir
  8. agente tem que procurar ser feliz,eu mesma estou indecisa de ir embora para casa dos meus pais e deixar meu marido,pois tou morando noutra cidade por causa dele e não do meu querer,é muito difícil as vezes me sinto só,não tenho filho mais ele tem um e isso me deixa triste,não sei pq vim morar aqui......me ajude senhor?

    ResponderExcluir
  9. Olá, estou indecisa em quem devo escolher tem dois garotos que estão pedindo pra mim namorar com eles e um deles e meu ex eu sempre amei ele mais o outro era meu namorado recentemente e nós nos afastamos e agora eles querem voltar me ajudem estou confusa

    ResponderExcluir
  10. Eu sofro com isso todos os dias, sinto que falta algo na minha vida,sinto que nao fiz nada do que gostaria de ter feito.. 35 anos e tantas inertezas.não sei se passou enquanto minha mae aos 15 anos não pode me criar,e passou para mim em gestação.

    ResponderExcluir
  11. Eu sofro com isso todos os dias, sinto que falta algo na minha vida,sinto que nao fiz nada do que gostaria de ter feito.. 35 anos e tantas inertezas.não sei se passou enquanto minha mae aos 15 anos não pode me criar,e passou para mim em gestação.

    ResponderExcluir